CONHECE O BARALHO PETIT LENORMAND?
10 Outubro, 2016
Qual a sua missão de vida?
30 Dezembro, 2016

 

 

A vida depois da morte é real. É possível contactar o plano espiritual e recolher evidências que nos permitam ter a certeza de que estamos na presença de guias espirituais e de entes queridos que nos amam. Abra o seu coração e embarque nesta viagem de descoberta espiritual.

 

Acreditar que existe vida depois da morte é, provavelmente, o maior desejo de qualquer ser humano. Pois, após o nascimento, a única certeza que cada um de nós pode ter é a de que um dia irá partir.  É com esta premissa que a vida toma lugar, com dúvidas sobre o que virá a seguir e provavelmente até com algum medo desse fim.

Embora o medo de morrer seja provavelmente o único que não deveria existir, simplesmente porque esse sentimento vem no decurso do receio de uma consequência. Podemos ter medo de fazer uma prova porque podemos reprovar ou medo de cair porque vamos sentir uma dor física. Mas após a morte que consequência poderá existir?

Em todo o caso, viver sabendo que a morte significa apenas abandonar o corpo físico e que existe uma vida para além desta, traz paz e tranquilidade ao espirito de cada um. Não só porque a morte deixa de ser um fim em si mesmo, mas também porque sabemos que aquelas pessoas de quem tanto gostamos e que já partiram permanecem vivas, não apenas no nosso coração, mas também no plano espiritual.

Sobre este tema muito se tem escrito, as opiniões divergem algumas vezes, existe uma imensidão de relatos sobre experiências pós-morte, experiências de contactos com o plano espiritual, mas ainda existem opiniões que se opõem de forma determinante à existência de vida pós-morte. Gostaria de esclarecer que o objetivo deste artigo não é doutrinar o leitor num conhecimento empírico que o leve a acreditar que a morte é apenas uma passagem para outro plano, mas sim leva-lo a testar e a acreditar naquilo que pode validar através de evidências muito precisas que não lhe deixarão margem para dúvidas.

O contacto com o plano espiritual está acessível a qualquer pessoa que tenha a mente suficientemente aberta para receber informação. Neste âmbito, referem-se contactos com os guias espirituais que estão sempre disponíveis para ajudar quando lhe são remetidos pedidos; insights que podem surgir na mente através de imagens ou com palavras, de forma inesperada e que trazem avisos; sonhos premonitórios; números repetidos em horas e em chapas de matrícula quando está a pensar em algo ou em tomar uma decisão; sensações inexplicáveis que anunciam algum acontecimento.

Se o leitor já teve alguma destas experiências, saiba que o plano espiritual já o contactou e, por isso, existe! Se ainda não vivenciou nenhum destes acontecimentos, poderá não credibilizar a informação que recebe, considerando que pertence apenas à sua imaginação ou então tem estado simplesmente distraído.

Reconhecer a existência de um plano espiritual onde guias espirituais comunicam com o plano terreno, é apenas um pequeno passo para validar a existência de vida após a morte, pois nesse mesmo plano estão os espíritos das pessoas que já partiram.

Sobre entes queridos falecidos, ainda existe a crença de que a sua presença espiritual junto das pessoas que amam pode ser prejudicial, comprometendo tanto a vida diária da pessoa que está no plano terreno, como o progresso espiritual do espirito desencarnado. Os espíritos são inteligentes e a sua evolução baseia-se no amor, se o leitor sente a presença de alguém que o amou em vida, permita-se receber esse mesmo sentimento daquele espirito que, muitas vezes, está junto de si. Porque a morte representou apenas a mudança do plano terreno para o espiritual e o leitor nunca precisou de dizer: Adeus!

Contacte com o Plano Espiritual

O plano espiritual está a aguardar um contacto da sua parte, peça-lhes evidências para ter a certeza que eles estão lá, sempre disponíveis para o ajudar. A forma mais simples de fazer um contacto é através de uma pequena meditação que ajudará o leitor a ligar-se mais facilmente à espiritualidade. Sente-se ou deite-se confortavelmente, concentre-se na sua respiração, faça respirações lentas e profundas, inspire em oito tempos, sustenha em três tempos e expire novamente em oito tempos. A cada expiração sinta o seu corpo a descontrair cada vez mais e mais, liberte-se de qualquer tensão. Uma respiração consciente permite-lhe a conexão com a sua própria essência.

Quando atingir um estado de pleno relaxamento coloque a sua questão ao plano espiritual, que pode ser iniciada como: “Queridos amigos guias espirituais preciso de uma resposta:” (formule a sua questão de forma clara e precisa). Termine agradecendo por esta oportunidade de comunicação.

Peça-lhes também o modo como gostaria de receber a resposta, poderá ser no decurso da sua meditação, logo a seguir à pergunta, vindo rapidamente à sua mente; poderá também pedir para que seja respondida num sonho ou poderá pedir para a ver escrita em algum lado. Poderá ainda pedir para que uma pessoa venha ao seu encontro para lhe dar essa resposta. Aguarde e verá que recebe o esclarecimento que pediu. No final, não se esqueça de agradecer aos seus queridos guias por essa orientação.

Poderá pedir para lhe darem o nome do guia espiritual mais próximo de si; poderá pedir para lhe mostrarem a verdade sobre uma situação específica da sua vida, que o ajude a tomar uma decisão; ou qualquer outra questão que necessite de resposta. Deverá ser sempre claro e direto na pergunta e não pedir uma resposta que interfira no seu livre arbítrio. Como por exemplo: “devo aceitar uma proposta de trabalho feita pela empresa (nome)?” Neste caso, o aceitar ou não a proposta de trabalho é uma escolha que deve ser feita pela própria pessoa, de acordo com as consequências que está disponível para aceitar. O mundo espiritual é inteligente e não interfere nas suas próprias decisões. Ao formular uma pergunta, deverá ter em atenção que se construída de forma clara e objetiva, irá receber uma resposta com a mesma natureza.

Percecione a presença de um ente querido

As saudades de alguém que já partiu para o plano espiritual podem fazer com que deseje sentir novamente a presença desse espirito junto de si, nem que seja apenas por escassos segundos. Isso é possível.

Assim como se conectou aos seus guias espirituais, poderá também pedir uma evidência da presença espiritual de um ente querido que já partiu, inicie essa ligação também fazendo a pequena meditação descrita anteriormente. Ao meditar o seu espirito eleva-se e a comunicação torna-se mais acessível.

Quando atingir um estado pleno de relaxamento, peça uma manifestação ao espirito desencarnado da pessoa que deseja contactar. Peça para que seja algo que não lhe deixe dúvidas e que seja naquele próprio dia. Poderá receber uma palavra, uma sensação que o faça recordar, o cheiro de um perfume, ou qualquer outra manifestação.

No final, agradeça aquela manifestação, por mais singela que seja.

 

 

 

 

 

 

 

Os comentários estão fechados.